A alta cúpula das Forças Armadas está irada com Bolsonaro. Uma fonte do jornal carioca O Globo afirma que os comandantes do Exército, Marinha e Aeronáutica se reuniram logo após a saída do ministro da Defesa, Fernando Azevedo, para discutir uma possível renúncia conjunta.

Segundo o jornal, o comandante do Exército, general Edson Leal Pujol, que o presidente Jair Bolsonaro disse que demitiria ainda nesta segunda-feira (29), participou da reunião com o comandante da Marinha, Ilques Barbosa Junior, e o da Aeronáutica, Antônio Carlos Moretti Bermudez.

Se realmente acontecer, a renúncia conjunta dos chefes das Forças Armadas será inédita na história do país.

Foto: Agência Brasil

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS