Quem tem pet em casa sabe o quanto uma boa higienização é fundamental. O cuidado foi redobrado com a chegada da pandemia do novo coronavírus no Brasil. E isso também se estendeu aos bichos de estimação.

Após os passeios diários, os tutores precisam higienizar as patinhas dos cães. Porém, muitos donos de pets têm usado substâncias altamente perigosas para a saúde dos animais. Entre eles, álcool em gel e detergente.

Pra quem não sabe, o pH do pelo dos animais é diferente dos humanos. Usar produtos inadequados na pele da patinha do cão pode causar ressecamentos e queimaduras, já que a pele dos animais geralmente é fina e sensível, como explica a médica veterinária especializada em dermatologia, Roberta Azevedo.

“O detergente consegue ressecar e tirar a proteção da pele dos humanos, logo, ele faz o mesmo com a dos pets. Mas o principal problema é que a pele do cachorro, por exemplo, consegue ser dez vezes mais fina que a nossa, então os danos para eles será também maior, podendo apresentar até mesmo queimaduras, pois é como se fosse um ácido para o animal”, afirma.

Além disso, o uso dessas substâncias pode retirar toda a capa de proteção natural que existe na pele e nas patas do animal, o que pode deixá-lo exposto a vários tipos de lesões. Shampoo para cães é tudo igual? Veja como escolher os produtos ideais para o seu pet

Como higienizar

A rotina de higienização dos pets deve ser diferente e com produtos indicados para animais.

“Os animais não transmitem o coronavírus, o que pode acontecer é o vírus pousar no animal, então o tutor deve higienizar o animal por completo. O que eu recomendo é o shampoo à seco ou lenços higiênicos próprios para pets. Esses produtos possuem um composto chamado cloreto de benzalcônico, que age como um desinfetante, sem agredir a pele do animal”, finaliza a especialista.

Somente produtos adequados evitam problemas aos animais Foto: Reprodução

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS