Os presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro, e dos Estados Unidos, Donald Trump, foram dois dos vencedores da 30ª edição do prêmio Ig Nobel, premiação que escolhe os fatos mais irrelevantes, inusitados e idiotas da ciência mundial.

Eles receberam a premiação na categoria "Educação Médica", devido a gestão ruim durante a pandemia do novo coronavírus, que teve "efeito mais imediato sobre a vida e sobre a morte do que cientistas e médicos", segundo os organizadores do evento.

Além deles, os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, do México, Andrés López Obrador, de Belarus, Aleksandr Lukashenko, do Turcomenistão, Gurbanguly Berdimuhammedow, e dos primeiros-ministros do Reino Unido, Boris Johnson, e da Índia, Narendra Modi, receberam a premiação.

Todos tiveram posturas negacionistas em relação a doença, ficando entre os locais com o maior número de casos e mortes no mundo.

Os presidentes do Brasil e EUA, ao lado de outros líderes, receberam a premiação pela gestão ruim na pandemia. Foto: Agência Brasil

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS