Como se não faltasse mais nada em 2020, pela segunda vez na história,

cinco ciclones tropicais simultaneamente ativos foram detectados no oceano

Atlântico. A última vez que um fenômeno semelhante ocorreu foi em 1971.

De acordo com o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, por

sua sigla em inglês), as formações são o furacão Paulette, o furacão Sally, as

tempestades tropicais Teddy e Vicky e a depressão tropical René (que

desaparecerá nas próximas horas).

Enquanto o furacão Paulette passa pelas Bahamas, o Sally

está prestes a entrar nos EUA, entre os Estados de Louisiana e Mississippi.

“Temos que ter algo claro: não há uma resposta única para esse fenômeno.

O que vemos aqui é a soma de muitos fatores que coincidem para produzir essas

cinco tempestades tropicais ao mesmo tempo", disse o meteorologista Jim

Dale, da British Weather Services, à BBC News Mundo.

Dale, autor do livro Weather

or Not (sem título em português), ressalta que a causa desse incidente não é

apenas o aquecimento global.

"Esse fenômeno também apareceu em 1971, quando o aquecimento global

mal era percebido. Por isso devemos sempre levar em consideração os outros

elementos que fazem parte da formação dos furacões", acrescenta.

"Este ano tem sido tão incomum, com tantas tempestades tropicais,

que os nomes na lista para nomear essas formações já estão se esgotando. Resta

apenas um: Wilfred."

Tempestades se aproximam da América Foto: Reprodução

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS