O Ministério Público de São Paulo cumpriu, nesta quarta-feira (07), doze mandados de busca e apreensão em São Paulo e região metropolitana, no interior do estado e no Rio de Janeiro para desarticular um grupo suspeito de disseminar intencionalmente o vírus HIV.

De acordo com a imprensa, a investigação iniciou-se após a denúncia de uma suposta vítima, que indicou a existência de um grupo no Whatsapp, chamado “Clube do Carimbo”, com centenas de pessoas portadoras do vírus dispostas a disseminar a doença para outras pessoas.

Durante os últimos meses, agentes de inteligência do Ministério Público monitoraram os integrantes do grupo e recolheram indícios do crime de associação criminosa.

Segundo os promotores, os integrantes do grupo contaminavam as pessoas omitindo que são portadores do vírus ou danificando o preservativo antes da relação sexual. Há ainda indícios da participação de pessoas que vivem em Minas Gerais e Pernambuco, mas elas ainda não foram identificadas.

Por meio da quebra de sigilo telemático autorizado pela Justiça, as autoridades chegaram aos envolvidos na operação concluída nesta quarta. Aparelhos eletrônicos e celulares apreendidos e serão periciados e a investigação continuará até que todos os envolvidos sejam identificados, localizados e presos.

Foto: Reprodução

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS