O BABY DOL fecha o mês de maio com o quarto e último episódio da série  #MãesQueInspiram.Em homenagem ao mês das mães, a série trouxe histórias de mamães inspiradoras, que relatam os desafios da maternidade e de executar várias outras atividades e funções, mas não escondem o prazer de viver essa experiência. #MãesQueInspiram: BABY DOL traz série em homenagem ao Dia das MãesQuarentena: Como manter uma boa convivência entre pais e filhosPara se divertir em casa! Filmes, atividades físicas e histórias para as crianças na quarentenaNeste último episódio, você vai conhecer a história da publicitária Jéssica Marinho, mãe do Pedro e da Isís, que vivenciou a maternidade solo e com rede de apoio e, que também se dedica ao empreendedorismo materno, uma maneira que muitas mães encontram hoje, de ter mais autonomia, controle de suas rotinas, flexibilidade de horários e afins.

Jéssica vivenciou a maternidade de forma solo e com rede de apoio e, divide essa experiência com outras mães. Arquivo Pessoal

Veja no vídeo o relato emocionante da mamãe Jéssica Marinho:ESPECIAL DIA DAS MÃESA primeira história da série foi com a digital influencer Paula Martins, mais conhecida como “Tia Paula” e mãe do Gustavo, portador de uma síndrome rara chamada Schaaf Yang, com apenas 150 casos diagnosticados no mundo todo.Xô, coronavírus! Filmes, desenhos e brincadeiras para as crianças na quarentenaCrianças em quarentena: quais cuidados é preciso ter?Você também conheceu um pouco sobre a história da pedagoga Aline Brígido, mãe de dois meninos: o José Maurício e o Mateus, que é autista, que contou um pouco sobre sua rotina e destacou a importância da família pós diagnóstico. Coronavírus: como manter a saúde mental durante a pandemia?Coronavírus: como fica a guarda compartilhada dos filhos durante a pandemia?Já no terceiro episódio da série, você acompanhou a história da neuropsicopedagoga Dandara Brito, mãe do João Miguel e coordenadora do projeto Rede Maternar, uma rede de apoio e empoderamento materno, através do compartilhamento de experiências, em que as mães podem ser ouvidas e acolhidas.Dia das Mães: mãe de dois, um autista e um amor que ultrapassa diagnósticoDia das Mães: a experiência de 106 dias sem diagnóstico e um filho extraordinárioDia das Mães: ela ajuda e fortalece a rede de apoio de outras mãesCerteza que você se identificou com alguma delas!Veja também:

Saiba porque seu filho deve aprender um segundo idioma na infância    Como retomar o sexo após a maternidade?    Desfralde: como e quando saber que chegou a hora?     A partir de que idade a criança deve ir ao dentista?    Culpa materna: como lidar com esse sentimento comum entre mães?    Lição de casa: Meu filho não quer fazer. E agora?    Má alimentação infantil pode provocar doenças; veja as consequências e como evitar    Período chuvoso exige cuidados especiais com as crianças; veja as dicas!    Alimentação infantil: o que fazer quando a criança não come?    Bullying na infância e adolescência: Como identificar e combater?Reportagem: Andressa Ferreira (@maedobenicio_)Coordenação: Enderson OliveiraMultimídia: Emerson Coe

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS