A live é só

hoje (3), a partir das 22h45, com transmissão pela Band (RBA TV), mas os fãs de

Joelma já contam as horas para viver a emoção de vê-la ao vivo pelo projeto

“Música na Band”. São fãs de todos os lugares do Brasil que nutrem amor e

admiração pela cantora e famosa representante da arte do “bate-cabelo”, e que

aproveitam as lives que ela vem fazendo para matar um pouco da saudade que a

falta de shows presenciais deixou em seus corações.

Joelma entrega tudo: live da cantora bomba nas redes sociais. Vem ver!

Bustiê de Joelma abre durante live. Veja os melhores momentos

Aos 25 anos,

a estudante de Marketing Lana Costa conta que é devotada a Joelma desde os 9

anos de idade. “A minha história com ela começou desde pequena. Sempre imitei

Joelma e cantei as músicas dela. Sou paraense, mas sempre morei fora do estado,

então a minha ligação com o Pará era a Joelma. Com as mudanças de endereço,

acabei perdendo muito material, mas o amor continua para o resto da vida”,

conta.

A fã

declarada diz ter se encantado inicialmente pelo ritmo da cantora. “A forma

como ela dança e canta sempre me emocionou, e eu me ligava nisso. Sempre fui

alvo de brincadeira nos lugares, porque assumia esse amor para todo mundo”,

admite.

Lana conta

que está ansiosa para ouvir suas músicas preferidas na apresentação de hoje,

mais uma para a conta. “Acompanho todas as lives, desde a primeira. É difícil

escolher só uma música, porque sou apaixonada por todas, mas meu objeto de

desejo é ‘Cavalo Manco’ e ‘Dudu’. Eu fiz algumas brincadeiras durante as lives

anteriores, mas não sei como será durante a desta sexta. Eu já me vesti de

Joelma, até me caracterizei com peruca loira e meias para dizer que eram botas

(risos)”, afirma ela, que já queimou um aparelho de TV em uma de suas imitações

de Joelma exatamente no tão esperado momento de imitá-la ao bater o cabelo

dançando.

SUCESSOS

Natural de

Almeirim, no Pará, Joelma iniciou carreira aos 19 anos, se apresentando em

bares e festivais locais por insistência de um amigo se destacando por sua voz

marcante, figurinos ousados e coreografias arrebatadoras. Desde 2016, a

ex-Calypso, está em carreira solo.

Para a

apresentação de hoje, se depender da trajetória de Joelma, o que não vão faltar

são hits. No repertório contam sucessos que marcaram a carreira solo, como

“Bota Pra Chorar”, “Ai Baby”, “Voando Pro Pará”, “Não Teve Amor”, “Perdeu a

Razão”, “18 Quilates” e “Mulher Não Chora”, além de canções que ficaram

conhecidas na época em que ela fazia parte da Banda Calypso, como “Cavalo

Manco”, “A Lua Me Traiu”, “Pra Te Esquecer”, “Tchau Pra Você”, “Acelerou”, etc.

Exatamente

por não saber que surpresas a cantora está preparando, toda noite que tem live

da Joelma a autônoma Kátia Alves fica muito ansiosa, na expectativa mesmo.

“Marco um momento só para a live. Minha filha, ao contrário de mim, dança e faz

a festa. Eu fico cantando o dia todo, mas fico com vergonha de arriscar uns

passos. Faço todos os passos dela na minha cabeça, mas só danço as músicas dela

no chuveiro (risos)”, revela Kátia que, assim como Lana, tem quilometragem

nessa história de fã.

“Amo todas

as músicas, pois sou fã desde 2005. Sei praticamente todas as músicas de cor,

então acompanhar a live dela é como estar num show, de camarote. Meu maior

sonho da vida é ver Joelma pessoalmente, e ainda irei realizar isso, se Deus

permitir”, diz.

Foto: Reprodução/Facebook

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS